Uma simples explicação para relações complicadas

UMA SIMPLES EXPLICAÇÃO PARA RELAÇÕES COMPLICADAS

Afrodite, a mais bela e sensual Deusa de todo o Olimpo, rainha do amor e do desejo estava enamorada por Ares, Deus Olímpico da Guerra. Zeus ao ver tão verdadeiro amor concedeu a mão de sua filha a Ares, confiante de que seria a opção que mais agradava a Afrodite. Um belo dia Afrodite chorava junto às rochas do mar, desabafando com as suas amigas ninfas:

– Ares já não me ama pois, quando chega das suas longas viagens, traz-me belas pedras e jóias como forma de demonstração do seu amor.

Uma das ninfas, admirada com tal desabafo, comenta:

– Mas isso não é por si uma demostração do seu verdadeiro apreço?

Afrodite continua com o seu desânimo:

– Claro que não, pois se ele gostasse mesmo de mim viria sôfrego por me dar um abraço…

Ares ao perceber que Afrodite não estava satisfeita, achou que deveria esmerar-se ainda mais nos seus presentes, pois uma Deusa tão bela haveria de gostar de ver e usar jóias coincidentes com a sua beleza.

A insatisfação da Deusa foi aumentando mais e mais até que a relação ficou complicada. Afrodite, na tentativa de melhorar a sua relação, resolveu usar os seus dotes de sedução. Começou por alterar a fragância do seu perfume, certa que, quando Ares sentisse o seu aroma, não resistiria e cairia novamente de encanto.

Depois de se banhar na nova fragância, Afrodite, aguardou a chegada do seu amado. Quando Ares chega a casa fica totalmente indignado, pois vê que Afrodite mais uma vez não está a usar as jóias que lhe ofereceu, achando que Afrodite desrespeita as suas demonstrações de Amor.

A Deusa fica desolada quando sente que seu amado não se derrete com o aroma da nova fragância e a interpreta erradamente pelo facto de não estar a usar os presentes que lhe foram oferecidos.

– Como pode ser tão insensível? – Questiona-se tristemente Afrodite (…)

Esta dificuldade de comunicação reflecte-se em tantos outros casais, tornando assim os relacionamentos complicados. Este obstáculo surge porque o casal tem Sistemas de Representação diferentes. A forma como captam a informação da envolvente, a armazenam e a expressam, depende do sistema de representação preferencial de cada um, podendo este ser Auditivo, Visual ou cinestésico.

Cada sistema de representação tem associado características comunicacionais específicas, que podem levar a que haja complicações no relacionamento por falta de conhecimento das mesmas.

(…) Afrodite, antes que o seu relacionamento chegasse a um ponto irreversível, foi aconselhar-se com o seu pai Zeus, Deus dos Deuses, que lhe explicou que esta questão se resolvia facilmente se percebessem que Afrodite tinha um Sistema de Representação preferencialmente Cinestésico e Ares uma preferência visual.

Aliviada, Afrodite regressa para junto do seu amado e deste amor verdadeiro nasce o Cupido, que até aos nossos dias vem atingindo o coração de vários apaixonados, para que estes também possam viver um verdadeiro e descomplicado amor.

Os Sistemas de Representação influenciam não só as relações conjugais, mas todas as suas relações. 

2018-11-28T09:30:21+00:00

About the Author:

Joana Araújo Lopes
Coach e Trainer em Programação Neurolinguística, certificação reconhecida pela IA-NLP – International Association of NLP e pelo InPNL – Instituto Internacional de Programação Neurolinguística. Diretora de Psicodrama pela Sociedade Portuguesa de Psicodrama e terapeuta de EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing) pela Associação Portuguesa de EMDR Portugal. Licenciada em Psicologia e Pós-Graduada em Consulta Psicológica, com experiência tanto em contexto de formação como de terapia individual e de grupo.